Prémio Sustentabilidade no Ambiente Construído 2022

Candidaturas abertas até 19 de Agosto.

O Prémio Sustentabilidade no Ambiente Construído 2022 tem como objetivo promover e reconhecer as boas práticas, assim como sensibilizar a indústria e as instituições públicas para a necessidade de conhecimento e inovação no âmbito da sustentabilidade e da circularidade no Ambiente Construído
Premio Sustentabilidade no Ambiente Construido

Esta iniciativa surge na sequência do trabalho que o BUILT CoLAB tem vindo a realizar no âmbito do projeto Circularidade na Construção, que permitiu fazer um diagnóstico no estado atual do tema em Portugal e perceber que é necessário dar um impulso ao setor AEC para que este passe a adotar cada vez mais medidas sustentáveis no ambiente construído.

Atualmente, a nível europeu e quando se considera todo o ciclo de vida, o ambiente construído é responsável por cerca de 50 % de todas as matérias-primas extraídas da natureza, mais de 30 % dos resíduos gerados e mais de 35 % das emissões de gases com efeito de estufa (em que desses, cerca de 12 % se atribuem à extração de materiais, fabrico de produtos de construção, e construção e renovação de edifícios) .

Para que seja possível enfrentar os desafios relacionados com as alterações climáticas e a crescente escassez de recursos naturais, a União Europeia, onde se inclui Portugal, tem vindo a promover a adoção de diretrizes que promovem princípios de sustentabilidade e de circularidade em todos os setores económicos. Para isso,  há um suporte cada vez maior na digitalização (p. ex., twin transition – transição ecológica e digital), ao mesmo tempo que diversos paradigmas estão a mudar, como por exemplo, encarando os resíduos de construção e demolição como recursos.

Este Prémio Sustentabilidade no Ambiente Construído quer, assim, contribuir para a discussão do tema e incentivar a inovação ao mostrar as melhores práticas a nível nacional, dando-lhes destaque e reconhecendo o mérito das entidades que as implementam. Com esse objetivo as candidaturas serão avaliadas ao nível da sua inovação, relevância e contributo para o avanço do conhecimento em duas vertentes: Sustentabilidade e Circularidade.

As candidaturas decorrem entre 20 de junho e 19 de agosto, e os finalistas serão revelados no final de setembro de 2022 (data a anunciar).

Organização

Este Prémio Sustentabilidade no Ambiente Construído 2022 é uma iniciativa do BUILT CoLAB, no seguimento do trabalho efetuado no âmbito do projeto Circularidade na Construção, no qual colaboram diversas entidades de referência no setor (protocolo de colaboração dinamizado pelo Ministério do Ambiente e da Ação Climática, entre o BUILT CoLAB e o Fundo Ambiental, com a participação da APA, CIP, CPCI, AICCOPN, AECOPS, PTPC e IMPIC), com o objetivo de impulsionar o setor AEC a adotar medidas mais sustentáveis no Ambiente Construído.

organização de premio sustentabilidade no ambiente construido

Regulamento

O Prémio Sustentabilidade no Ambiente Construído 2022 irá distinguir duas categorias:
• Sustentabilidade;
• Circularidade.

A participação no Prémio Sustentabilidade no Ambiente Construído pressupõe que:

• Os candidatos elegíveis, para os diversos prémios, consideram-se quaisquer pessoas ou entidades, públicas ou privadas, individuais ou coletivas que tenham sede ou estabelecimento em Portugal e/ou gerem benefícios diretos para a sociedade portuguesa. São ainda consideradas experiências internacionais desenvolvidas pelos candidatos, devendo ser demonstrado que o candidato desempenhou (ou desempenha) um papel principal;
• As candidaturas devem representar iniciativas ou projetos, desenvolvidos por si e com resultados comprováveis e evidenciáveis. Para tal, os candidatos deverão ter autorização dos autores dos projetos para divulgação do material submetido;
• As iniciativas/projetos a apresentar poderão estar ainda a decorrer ou deverão ter finalizado no ano anterior à presente edição;
• As iniciativas, ou projetos alvo de candidatura deverão representar um impacto significativo no desenvolvimento dos temas associados a cada uma das categorias descritas neste Regulamento, seja na transformação das atividades, do negócio das empresas ou da sociedade;
• Os candidatos autorizam o uso e divulgação gratuita de toda a informação submetida, do seu nome e imagem;
• Os candidatos concordam com todas as cláusulas deste regulamento.

Para cada categoria são elegíveis as seguintes entidades:

Categoria “Sustentabilidade no Ambiente Construído”:

• entidades que tenham promovido no empreendimento / projeto alvo de candidatura métodos ou tecnologias de construção inovadores, tendo em conta a sua sustentabilidade (vetores ambiental, económico e social) – preocupação, p. ex., em termos de estudos de ACV e CCV para todo o ciclo de vida e/ou;
• entidades cujo projeto / empreendimento tenha representado poupanças significativas em termos de energia incorporada [MJ/m2] e de produção de gases com efeitos de estufa [kg CO2 eq./m2] face a outras soluções e/ou construções similares e/ou;
o entidades que tenham promovido a aplicação de materiais e/ou soluções de base natural e que sejam naturalmente renováveis com vantagens efetivas, para todo o ciclo de vida da construção, relativamente a outras soluções, através de benchmark e/ou;
• entidades cujo empreendimento / projeto tenha promovido um maior conhecimento sobre a pegada ambiental geral dessa construção, bem como dos materiais utilizados, incluindo a eficiência energética como elemento relevante a considerar numa análise de todo o ciclo de vida.

Categoria “Circularidade no ambiente construído”:

• entidades que tenham implementado nos seus projetos princípios de economia circular, numa perspetiva de manter produtos, componentes e materiais de construção com a sua máxima utilidade e valor ao longo do tempo, contribuindo para a regeneração da natureza, baseando-se em vetores como a durabilidade, adaptabilidade e redução de resíduos. Pode ser disto exemplo o considerar e conceber, desde logo, soluções construtivas que possam ser desmontadas e reaplicadas e/ou;
o entidades que tenham promovido o uso eficiente de recursos naturais renováveis, bem como a redução da produção de resíduos, promovendo assim a mudança de paradigma no setor AEC e/ou;
• entidades que tenham promovido boas práticas de demolição / desconstrução, p. ex. triagem, ou desenvolvimento de soluções tecnológicas, que contribuam para o aumento das taxas de recuperação, reutilização e/ou reciclagem de resíduos de construção e demolição e/ou;
• entidades que tenham promovido o avanço tecnológico ou desenvolvimento de metodologias quer de eliminação de substâncias perigosas, ou de upcycling de materiais, demonstrando a importância da mudança de paradigma necessária a que resíduo passe a ser encarado como recurso e/ou;
• entidades que tenham valorizado uma visão integrada e colaborativa do projeto / empreendimento, suportados nos princípios da economia circular aplicada ao setor AEC, utilizando tecnologias e/ou metodologias inovadoras, contribuindo para o avanço sustentável do setor e/ou;
o entidades que tenham utilizado critérios associados à Compras Públicas Ecológicas e/ou de Inovação.

• Período de submissão de candidatura: 20 de junho a 19 de agosto 2022;
• Divulgação de finalistas: 31 de agosto 2022;
• Período de submissão de vídeos dos finalistas que explicitem a candidatura e/ou prestando esclarecimentos adicionais à candidatura já submetida: 1 a 15 de setembro 2022;
• Cerimónia de Atribuição de Prémios: 29 de setembro (data a confirmar).

i. Aceitação das candidaturas: A submissão da Candidatura, com respetiva documentação adicional, deverá ser efetuada até 19 de agosto de 2022;
ii. Seleção dos finalistas: o Júri irá avaliar quais as candidaturas que passarão à próxima etapa, com base no formulário submetido pelo candidato e tendo em consideração os respetivos critérios de avaliação descritos no presente Regulamento;
iii. Apresentação final dos finalistas (facultativo): os candidatos finalistas deverão realizar um vídeo com duração máxima de 5 minutos e/ou documentação de suporte, no qual terão de explicitar pormenores da sua candidatura e/ou responder a questões específicas que o Júri tenha identificado;
iv. Seleção dos Premiados: com base na documentação inicial e no vídeo desenvolvido pelos candidatos, o Júri selecionará o Vencedor e a Menção Honrosa (que poderá ou não existir dependendo da qualidade das propostas) para cada categoria;
v. Indicação dos vencedores: após o Júri ter selecionado os candidatos vencedores dentro de cada categoria, estes serão anunciados em Cerimónia de Atribuição de Prémios.

Em todas as situações omissas ao presente Regulamento, qualquer decisão caberá ao Júri.

• As candidaturas efetuam-se na prrsente página web, através do preenchimento integral do formulário de candidatura disponibilizado abaixo, referente à respetiva categoria a que se pretenda concorrer. Toda a informação disponibilizada no site será atualizada pela organização, sempre que necessário.
• A documentação complementar (i.e., todos os documentos que os candidatos considerem importante adicionar, em benefício da sua candidatura) deverá acompanhar o formulário de candidatura e ser enviada igualmente em formato digital (ficheiro ou pasta comprimida em formato.zip, não devendo ultrapassar os 2MB).
• Os candidatos poderão submeter candidatura a mais do que uma categoria.
• Para efeitos futuros, está interdita a candidatura de projetos que tenham sido vencedores em edições anteriores na mesma categoria.
• Está interdita a candidatura de profissionais, empresas ou instituições que, de alguma forma, estejam em conflito de interesses com quaisquer membros do Júri das categorias em causa.
• Concluído o preenchimento do formulário de candidatura, do upload da documentação complementar e da sua submissão, será enviado, para o e-mail da candidatura, um e-mail automático, atestando essa submissão.

O Júri do Prémio Sustentabilidade no Ambiente Construído 2022, será constituído pelos seguintes membros:

• BUILT CoLAB: Paulo Vieira Fonseca (Presidente do Júri);
• Cluster AEC/Plataforma Tecnológica Portuguesa da Construção (PTPC): Rita Moura;
• Laboratório Nacional de Engenharia Civil: Laura Caldeira;
• Ordem dos Arquitetos: Gonçalo Byrne (a confirmar);
• Ordem dos Engenheiros: Fernando de Almeida Santos;
• Consórcio das Escolas de Engenharia: Pedro Arezes;
• APA: Ana Cristina Carrola;
• AICCOPN: Reis Campos;
• IMPIC: Fernando Batista.

Os finalistas do Prémio Sustentabilidade no Ambiente construído serão divulgados no website do BULTCoLAB e terão direito a:
• Troféu para Vencedores;
• Certificado do Prémio;
• Selo digital do Prémio para divulgação em canais digitais;
• Ampla divulgação.

Caso tenha alguma dúvida adicional contacte a organização através do email info@builtcolab.pt.

O Regulamento do Prémio Sustentabilidade no Ambiente Construído 2022 está disponível para consulta aqui.

Formulário para Candidatura

Para proporcionar uma melhor experiência no nosso website, nós utilizamos cookies. Ao continuar a utilizar o nosso website assumimos que aceita a utilização de cookies.